Retalhos Patchwork - Joana de Matos | Escolher e combinar tecidos faz bem à mente…
Projeto dedicado ao Patchwork
15945
post-template-default,single,single-post,postid-15945,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,side_menu_slide_from_right,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

Escolher e combinar tecidos faz bem à mente…

De volta dos Retalhos…

Mantermo-nos ocupados é essencial para exercitar a mente. Como qualquer outra atividade mais física e agitada, o trabalhar da mente na escolha das melhores combinações estéticas e de aproveitamento, fazem com que a mente se mantenha em movimento. Não deixa de ser um exercício físico para o GRANDE cérebro.

Para além da componente económica, é também uma terapia. Tirar partido desta técnica, é tão especial como podermos com pouco investimento economizar e criar novas peças com “restos” de tecidos.

A tudo isto acresce  faculdade de podermos fazer cálculos matemáticos de maneira a combinar as formas geométricas e analisar se os retalhos que pretendemos dão para cada forma composição pretendida.

Todos estes fatores fazem com que o cérebro se mantenha em pleno exercício.

Pessoalmente, enquanto os tecidos tomam o lugar de outros pensamentos, tudo o resto é “paisagem” 🙂
Apodera-se de mim uma vontade incessante de combinar e combinar cada vez mais peças. Quase que de uma forma viciante.

A escolha e o equilíbrio visual predomina em todo o processo.

patʃˈwɐrk

nome masculino

1. trabalho de costura que consta de pequenos retalhos de tecido devários tamanhos, feitios e cores, 
cosidos ou unidos uns aos outros
2. qualquer trabalho formado de pequenos pedaços ou fragmentos
Fonte: https://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/patchwork
Bons exercícios e boa terapia 😉